Compartilhar
Informação da revista
Vol. 30. Núm. 12.
Páginas 881-1008 (Dezembro 2011)
Compartilhar
Compartilhar
Baixar PDF
Mais opções do artigo
Visitas
5141
Vol. 30. Núm. 12.
Páginas 881-1008 (Dezembro 2011)
Imagem em cardiologia
DOI: 10.1016/j.repc.2011.10.007
Open Access
Síndrome de twiddler num doente pediátrico
Twiddler syndrome in a pediatric patient
Visitas
5141
Edite Gonçalvesa,??
Autor para correspondência
editesg@gmail.com

Autor para correspondência.
, Raquel Garciab, Maria Teresa Vaza
a Serviço de Cardiologia Pediátrica, Hospital de São João, Porto, Portugal
b Serviço de Cardiologia, Hospital de São João, Porto, Portugal
Este item recebeu
5141
Visitas

Under a Creative Commons license
Informação do artigo
Texto Completo
Bibliografia
Baixar PDF
Estatísticas
Figuras (2)
Texto Completo
Introdução

Doente do sexo feminino, de sete anos, com diagnóstico de transposição das grandes artérias com comunicação interventricular e estenose pulmonar. Submetida a construção de anastomose de Blalock Taussig modificada no período neonatal e cirurgia de Rastelli aos seis anos de idade. Verificado bloqueio auriculoventricular completo não reversível no período pós-operatório com necessidade de implantação de pacemaker VVIR (Microny II SR, St. Jude Medical, electrocateter de fixação passiva ISOFLEX). Um ano após correcção cirúrgica, recorreu ao Serviço de Urgência por estimulação peitoral pelo pacemaker. Na interrogação do pacemaker, verificada alteração do limiar de estimulação ventricular (variável e superior a 2,4V, sem alteração do valor de impedância e de sensibilidade). Nesta altura a paciente apresentava ritmo próprio de bloqueio auriculoventricular avançado. Realizada revisão cirúrgica com extracção do sistema por tracção manual do electrocateter que decorreu sem complicações. A análise macroscópica não evidenciou alteração aparente da integridade do electrocateter. Implantado novo sistema de pacemaker VDR (Identity VDR, St. Jude Medical, electrocateter AV Plus Dx, fixação passiva), através da veia subclávia direita. A onda P e onda R apresentavam amplitude de 2mV e 7,1mV respectivamente, com limiar ventricular de 0,75V. Imagem final mostrou sonda bem colocada, como evidencia Figura 1.

Figura 1.

Imagem de fluoroscopia após revisão cirúrgica e substituição de pacemaker, mostrando sonda bem posicionada, com dipolo auricular bem colocado.

(0,21MB).

Ao 5.° mês verificado sensing auricular inadequado (< 0,1mV), com parâmetros ventriculares estáveis. Radiografia torácica mostrou repuxamento de sonda, enrolada na bolsa de pacemaker, compatível com síndrome de twiddler (Figura 2).

Figura 2.

Electrocateter com perda de ansa na veia cava inferior e dipolo auricular deslocado para a veia cava superior. Twiddler do electrocateter na bolsa do pacemaker.

(0,07MB).
Discussão

A síndrome de twiddler é uma situação rara que ocorre quando o doente, consciente ou inconscientemente, efectua movimentos de rotação no local da bolsa de implantação do pacemaker, resultando em torsão, deslocamento ou fractura da sonda. O diagnóstico poderá ser confirmado através de uma radiografia torácica, que revela a torsão e deslocamento da sonda de pacemaker. Ocorre sobretudo em situações em que o tecido subcutâneo é laxo, como ocorre em crianças, obesos e idosos1. No caso particular de um doente pediátrico esta deslocação e repuxamento do electrocateter poderá ser problemático pelo facto de a criança se encontrar em crescimento. Com frequência existe perda de captura e disfunção do pacemaker2. Na maioria dos casos é necessária a exploração da bolsa de pacemaker e recolocação da sonda para correcção do problema3,4.

Conflito de interesses

Os autores declaram não haver conflito de interesses.

Bibliografia
[1]
Constandse J, Smit JJ, Ramdat Misier AR, et al. Unusual twiddler syndrome: movement ties the knot. Neth Heart J. 2011. doi:10.1007/s12471-011-0157-6.
[2]
C. Salazar-Ramirez, M. Carballo-Ruiz, C. Martos Rodriguez, et al.
Twiddler syndrome as a cause of loss of ventricular capture in a patient with definitive pacemaker.
Med Intensiva, 35 (2011), pp. 64
[3]
A.F. Cardoso, G.M. Almeida.
Twiddler syndrome.
Arq Bras Cardiol, 90 (2008), pp. e15
[4]
C.I. Berul, S.L. Hill, N.A. Estes 3rd..
A teenager with pacemaker twiddler syndrome.
J Pediatr, 131 (1997), pp. 496-497
Copyright © 2011. Sociedade Portuguesa de Cardiologia
Idiomas
Revista Portuguesa de Cardiologia

Receba a nossa Newsletter

Opções de artigo
Ferramentas
en pt

Are you a health professional able to prescribe or dispense drugs?

Você é um profissional de saúde habilitado a prescrever ou dispensar medicamentos

en pt
Cookies policy Política de cookies
To improve our services and products, we use "cookies" (own or third parties authorized) to show advertising related to client preferences through the analyses of navigation customer behavior. Continuing navigation will be considered as acceptance of this use. You can change the settings or obtain more information by clicking here. Utilizamos cookies próprios e de terceiros para melhorar nossos serviços e mostrar publicidade relacionada às suas preferências, analisando seus hábitos de navegação. Se continuar a navegar, consideramos que aceita o seu uso. Você pode alterar a configuração ou obter mais informações aqui.